quinta-feira, 23 de abril de 2009

Viagens & Reembolso Aos Políticos

Como pode uma coisa dessa? Os deputados que se passam por homens honrados e reclamam que a imprensa só fala mal deles, e, mais uma vez, dão armas para as críticas quanto à sua classe política e profissional.
Eles são acusados de pagarem viagens a familiares e pessoas ligadas à vida íntima com dinheiro público, e ainda, têm o descaramento de quererem reembolso deste valor acrescido no próprio salário. Isto é uma desonra ao país, mais um motivo de chacota.
Por isso, sou a favor de que qualquer Vereador, Deputado Estadual, Deputado Federal e Senador receba de salário apenas 1 salário mínimo. O que deveria valer pra estes "servidores da nação" seria a nomenclatura política. Ou seja, a honra de ocupar um "cargo eleitoreiro". Somente isto e nada mais.
Esses deputados conseguindo ou não esta manobra ilegal contra a nação deveriam ser tratados como verdadeiros assassinos do povo e da política social brasileira. Portanto, todos eles, sem exceção alguma, deveria ser preso até o final da vida.

terça-feira, 21 de abril de 2009

Determinação & Exemplo

video

Conheço diversas pessoas que se acham inválidas por terem um braço ou uma perna quebrados, pessoas são aposentadas por terem um dedo mindinho a menos...

Este senhor é um exemplo de dignidade, força, determinação e, acima de tudo, honestidade. É uma vergonha que nós, seres humanos, achemos que qualquer dificuldade seja uma perda. Perda mesmo, só a morte. Desta ninguém escapa!

Precisamos ter orgulho do que fazemos e do que queremos, por mais simples que sejam nossos objetivos.

Nossa vida é uma só. E precisamos valorizá-la em cada segundo. Não precisamos ser atletas ou atletas pára-olímpicos, basta ser trabalhador e encarar tudo normalmente.  Com vontade de ser livre e feliz.


quinta-feira, 16 de abril de 2009

Show do Ex-Ministro Da Educação

Essa calou os americanos!
Show do Ex-Ministro Brasileiro de Educação Nos Estados Unidos.
Essa merece ser lida, afinal não é todo dia que um brasileiro dá um esculacho educadíssimo nos americanos!
Durante debate em uma universidade, nos Estados Unidos, o ex-governador do DF, ex-ministro da educação e atual senador Cristóvam Buarque, foi questionado sobre o que pensava da internacionalização da Amazônia.
O jovem americano introduziu sua pergunta dizendo que esperava a resposta de um Humanista e não de um brasileiro.
Esta foi a resposta do Sr. Cristóvam Buarque:
De fato, como brasileiro eu simplesmente falaria contra a internacionalização da Amazônia. Por mais que nossos governos não tenham o devido cuidado com esse patrimônio, ele é nosso.
Como humanista, sentindo o risco da degradação ambiental que sofre a Amazônia, posso imaginar a sua internacionalização, como também de tudo o mais que tem importância para a humanidade.
Se a Amazônia, sob uma ética humanista deve ser internacionalizada, internacionalizemos também as reservas de petróleo do mundo inteiro. O petróleo é tão importante para o bem-estar da humanidade quanto a Amazônia para o nosso futuro. Apesar disso, os donos das reservas sentem-se no direito de aumentar ou diminuir a extração de petróleo e subir ou não o seu preço.
Da mesma forma, o capital financeiro dos países ricos deveria ser internacionalizado. Se a Amazônia é uma reserva para todos os seres humanos, ela não pode ser queimada pela vontade de um dono, ou de um país. Queimar a Amazônia é tão grave quanto o desemprego provocado pelas decisões arbitrárias dos especuladores globais. Não podemos deixar que as reservas financeiras sirvam para queimar países inteiros na volúpia da especulação.
Antes mesmo da Amazônia, eu gostaria de ver a internacionalização de todos os grandes museus do mundo. O Louvre não deve pertencer apenas à França. Cada museu do mundo é guardião das mais belas peças produzidas pelo gênio humano. Não se pode deixar esse patrimônio cultural, como o patrimônio natural Amazônico, seja manipulado e instruído pelo gosto de um proprietário ou de um país. Não faz muito, um milionário japonês, decidiu enterrar com ele, um quadro de um grande mestre. Antes disso, aquele quadro deveria ter sido internacionalizado.
Durante este encontro, as Nações Unidas estão realizando o Fórum do Milênio, mas alguns presidentes de países tiveram dificuldades em comparecer por constrangimentos na fronteira dos EUA. Por isso, eu acho que Nova York, como sede das Nações Unidas, deve ser internacionalizada. Pelo menos Manhatan deveria pertencer a toda Humanidade. Assim como Paris, Veneza, Roma, Londres, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, cada cidade, com sua beleza específica, sua historia do mundo, deveria pertencer ao mundo inteiro.
Se os EUA querem internacionalizar a Amazônia, pelo risco de deixá-la nas mãos de brasileiros, internacionalizemos todos os arsenais nucleares dos EUA. Até porque eles já demonstraram que são capazes de usar essas armas, provocando uma destruição milhares de vezes maiores do que as lamentáveis queimadas feitas nas florestas do Brasil.
Defendo a idéia de internacionalizar as reservas florestais do mundo em troca da dívida. Comecemos usando essa dívida para garantir que cada criança do Mundo tenha a possibilidade de comer e de ir à escola.
Internacionalizemos as crianças tratando-as, todas elas, não importando o país onde nasceram, como patrimônio que merece cuidados do mundo inteiro.
Como humanista, aceito defender a internacionalização do Mundo. Mas, enquanto o mundo me tratar como brasileiro, lutarei para que a Amazônia seja nossa. Só nossa!

Dizem que esta matéria não foi publicada, por razões óbvias. Ajude a divulgá-la.
Formatação: Luiza Gorete
E-Mail: luizagorete@uol.com.br

Crianças Fumando

video

A cada dia aumenta o número de crianças fumantes, que de forma aberta, na frente de qualquer pessoa, agem como se fosse uma normalidade social um crime deste nível. Crime sim, pois esta criança aumentará o nível de doentes de Câncer nos hospitais.

A família, muitas vezes, é a grande incentivadora disto. Não apenas por fumarem na frente das crianças, mas por colocarem um cigarro na boca delas. Tudo começa com o convívio com pessoas fumantes, as crianças acham que se os pais fumam, é porque a coisa é boa. Qual o primeiro ídolo de cada criança senão o pai ou a mãe? Eles são, pros próprios filhos a idéia de perfeição. Isto ocorre, principalmente, em famílias com baixo nível educacional.

Não se pode confundir com cultural, já que pra essas pessoas, o vício é hábito e cultura de vida. Portanto, como bato sempre na tecla, a Educação é a base de toda melhoria no padrão de vida de qualquer pessoa. Sem educação o povo adoece, empobrece, morre, e acha tudo normal...

terça-feira, 14 de abril de 2009

Líderes Discutem Crise Econômica Na América Latina

Este texto foi enviado pelo meu amigo pessoal Cícero Gonzales, através do ORKUT.

Cerca de 500 líderes políticos, empresariais e acadêmicos de 35 países da América Latina estarão reunidos no World Economic Forum, que será realizado no Rio de Janeiro entre 14 e 16 de abril.
O evento será aberto pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o tema "Implicações da Crise Econômica Global para a América Latina".

O programa foi criado para gerar massa crítica para analisar como a região está respondendo à crise econômica e se baseia em cinco pilares: Respondendo de Forma Proativa à Desaceleração Econômica; Construindo Relações entre Regiões; Integração para Construir um Futuro Melhor; Políticas Públicas para Crescimento Sustentável; e Desafios e Oportunidades para um Ciclo de Desenvolvimento Verde.

Entre os chefes de Estado que estarão participando da reunião desse estão Leonel Fernández, presidente da República Dominicana e Alvaro Uribe Velez, presidente da Colômbia.

"A parceria da Apex-Brasil com a organização do Fórum Econômico Mundial para trazer o evento regional para o Brasil vem sendo desenhada desde o ano passado. Sabemos da importância de ter o Brasil integrado à discussão da crise mundial e suas implicações para a América Latina, por isso decidimos apoiar o evento. Tenho certeza que os dois dias de debates serão fundamental para encontrar soluções que estimulem o retorno do crescimento econômico", afirma Alessandro Teixeira, presidente da Apex-Brasil.

"A reunião acontece num momento crucial para a América Latina. Depois da recente cúpula do G20 em Londres, o evento será uma oportunidade para os participantes debaterem como devem ser as respostas da região à crise econômica global, em termos concretos", explicou Emilio Lozoya Austin, diretor do World Economic Forum para a América Latina do World Economic Forum.

Fonte: http://www.inforel.org/